quem sou eu?

Comecei a trabalhar fora exatamente no dia do meu aniversário de 16 anos, impulsionada pela minha ânsia em ter meus próprios recursos. Fui “tateando” meio que sozinha no que eu era boa e do que eu era capaz. Afinal se tem uma coisa que a escola não ensina é como conhecer a si mesmo!

Segui trabalhando e me perguntando...

como posso fazer mais?

subir

ganhar tempo

dinheiro?

ser feliz?



Terminei minha faculdade já como Gerente de Relacionamento em uma instituição financeira. Estava realizada? Para mim sim! Com meu namorado de longa data ao meu lado e um apartamento a caminho soava como um Conto de fadas, mas...

De repente, eu percebi que meu trabalho não fazia a diferença na vida das pessoas como eu imaginava. As prioridades envolvidas na minha função não eram as mesmas prioridades que eu tinha para minha vida! Comecei a questionar o meu trabalho, não sabia mais porque estava lá. Dormia 3 horas por noite por preocupações totalmente infundadas... chegava cada vez mais cedo para ver se agonia passava... se o tempo passava... e realmente passava, eram dias e meses em que eu deixei minha vida no piloto automático até que... tive o que chamam de “burn out” isso mesmo, uma crise de estresse!

Respirei fundo e pedi demissão! Estava perdida, queria respostas!

Nesse momento de total escuridão conheci o Coaching, e nele aos poucos fui não só encontrando as respostas como mudando as perguntas!

Pude perceber que existia uma maneira de me conectar comigo mesma e descobrir do que eu gosto. No que eu sou boa! E só então procurar algum lugar que se encaixe em mim! Além disso descobri que também sou capaz de criar esse lugar e que se isso for feito com muito empenho e paixão eu poderia transformar a vida das outras pessoas também!

Depois da minha formação em Coaching, me aperfeiçoei e busquei encontrar aquele que seria o melhor método para mim e para os meus clientes e quem seriam as pessoas mais beneficiadas pelo meu trabalho, descobri que tudo aquilo que eu conquistei antes e no período em que eu estava “no escuro” poderiam fazer parte da vida iluminada que eu queria para mim.

Espero poder contribuir com a sua jornada também!